sábado, 17 de maio de 2008

Dia 010: Sopa de Alho-Porró

Esta semana Jorge se animou a pesquisar nos meus livros antigos de receitas, aventurando-se por caminhos diferentes do querido Crandon, a bíblia da culinária uruguaia desde a primeira década do século passado. E lá foi ele escolher sua sopa de alho-porró num dos melhores livros de minha coleção, escrito pela Tia Rika Barki, tia mesmo de meu querido amigo Raul Hazan.

Quando Jorge pilota o fogão, eu assumo os bastidores...picando, mexendo, arrumando a mesa... O resultado deu certíssimo. Desde a hora da preparação, ficamos ouvindo músicas de Madeleine Peyroux que nos inspiraram! Na cozinha, foi Dance me to the end of love, e na mesa, uma de minhas prediletas, Smile, música tema de um dos filmes de Chaplin.


Receita de Sopa de Alho-Porró

Ingredientes (para quatro pessoas):

2 alhos-porrós (em rodelas)
2 batatas grandes (em cubinhos)
2 talos de aipo cortados em pedaços (salsao)
1 cebola picada
s
al e pimenta a gosto
3 colheres (de sopa) de manteiga ou margarina
1colher (sopa) de óleo
água suficiente para cobrir os ingredientes (cerca de 1 litro)


Modo de fazer:

  • Dourar a cebola na manteiga e no óleo, juntar todos os ingredientes acima, refogar um pouco e cobrir com água fervente. Cozinhar em fogo brando.
  • Quando estiver tudo macio, deixar esfriar um pouco, bater no liquidificador e voltar a panela para esquentar novamente e ajustar a espessura (se estiver grossa, acrescente um pouco de água fervente).
  • Servir com cubinhos de pão fritos na manteiga (ou torradinhas, mais leves, cortadas em cubinhos, ou seja: croutons).
  • Na hora de servir pode-se colocar queijo parmeson ralado, ou um bom parmeggiano regiano!

fonte: Adaptação de: A cozinha sem mistérios de Tia Rica Barki. Rio de Janeiro: Ed. Codecri, 1982.

---------------------------------------------------------------------------------

2 comentários:

Bernard disse...

Experimentei esta receita. Ficou uma delicia. A unica coisa que alterei foi que, ao inves de usar manteiga, usei azeite para refogar os legumes.

Micheline & Jorge disse...

Eu também muitas vezes uso azeite em vez de manteiga, acho que o sabor fica melhor, e tenhoa sensação de ter menos colesterol.