sexta-feira, 30 de maio de 2008

Dia 012: Sopa de Abóbora Japonesa com Gorgonzola

Abóbora, zapallo, courge, potiron, pumpkin ou Cucurbita pepo L. Dela se aproveita tudo: flores, fruto, sementes, cascas... Tem muitas variedades e aqui no Brasil, aliás nas Américas, ela se dá muito bem, tem um monte de tipos, com gostos mais encorpados, mais aguados, mais doces, com a casca mais fina, mais grossa, com a polpa mais brilhante e laranja, com outras mais amareladas. Vale tudo! Em doce, sopa, quibebe... ai... adoro.

Dia desses comprei uma abóbora japonesa, de casca verde e dura, com a polpa mais amarelada. os macrobióticos e vegetarianos a preparam com a própria casca. Mas para esta receita, preferi retirar a casca, para deixá-la mais leve e com a cor mais viva. O resultado foi tão bom, que acredito que com qualquer outra variedade de abóbora teria dado igualmente certo. Vou experimentar.

Esta sopa tem cores, sabores e aromas muito estimulantes. Resolvi combiná-la com um jogo americano que foi feito por minha amiga Cristina Magalhães, com retalhos de brim (este joguinho tem pelo menos três décadas, acho que nossos filhos nem tinham nascido ainda!). Do iPOD saia a voz de Jane Monheit, cantando Taking a chance on love que você também pode ouvir clicando no link do título.



Receita de Sopa de Abóbora Japonesa com Gorgonzola

Ingredientes (para 4 pessoas):
  • 1 litro e meio de água
  • 1/2 abóbora japonesa (ou outra de sua preferência), equivalendo a cerca de 1 kg do legume, já sem a casca.
  • 4 dentes de alho
  • 1 cebola picada
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 100 g de gorgonzola
  • 1 caixinha de creme de leite (200g)
  • 2 talos de cebolinha verde (a parte branca e a verde)
  • sal a gosto
Modo de fazer:
  • Descasque a abóbora e corte-a em pedaços.
  • Na panela em que será preparada a sopa, aqueça o azeite, refogue a cebola e o alho e coloque em seguida a abóbora em pedaços. Refogue mais um pouco, acrescente a água e o sal (cerca de uma colher de chá), deixe levantar fervura, abaixe então o fogo, e cozinhe até a abóbora ficar macia (cerca de 20 minutos). Deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador.
  • Em uma panela pequena, à parte, pique o gorgonzola e derreta-o no creme de leite, em fogo baixo (se preferir pode colocar a panela em banho-maria). Quando estiver bem derretido, acrescente a mistura à sopa e esquente-a bem. Corrija o tempero (sal), mas não a deixe ferver.
  • Na hora de servir, decore a sopa com cebolinha picada. Sirva com o pão de sua preferência.
Vai muito bem com vinho tinto. Nossa sugestão: um Merlot!
Dica: Ao cozinhar a abóbora, não utilize toda a água da receita, pois dependendo do vegetal, a sopa pode ficar muito aguada. Se, ao contrário, ficar muito grossa, é só afinar com água quente.

---------------------------------------------------------------------------

4 comentários:

Celeste disse...

Queridos amigos Micheline e Jorge, acabei de provar essa sopa e adorei! Fiz com a abóbora japonesa que tem um gosto delicado e suave combinando perfeitamente com o gosto mais forte do queijo. Parabéns pelo blog! Sou a divulgadora nº 1 dessa iniciativa de vcs.

Anônimo disse...

Olá, a sopa é deliciosa! Obrigada, Bjs Lu

Vanzan disse...

Essa Lú ai em cima sou eu?
Com esse comentário não fiz jus à sopa.
Essa sopa (e a de nhame com shitake também)é o meu xodó do blog.
Simplesmente maravilhosa!
Obrigada por essas receitas.. todas deliciosas.
Beijocas

pedro disse...

Hoje quem fez a sopa foi o Pedro. Um espetáculo. Tomamos com um vinho Carmernere Apaltagua, do vale do Colchagua chileno. De entrada, uma saladinha de rúcula comprada na feira aqui do lado, fresquinha. A nossa abóbora foi a tradicional de desenho animado, tb da feirinha aqui do Dona Marta que o Pedro mesmo comprou. No som Gothan Project e Los Hermanos.