domingo, 27 de julho de 2008

Dia 030: Sopa Fria de Peras com Brie

A primeira vez que provei esta sopa foi na casa de minha amiga Eliana Penna, que conheci através de Ana Amélia Camarano. Eliana recebe como poucos em sua casa, com mesas lindíssimas, super-bem postas, e com cardápios preparados com muito carinho e sofisticação. Este é o adjetivo perfeito para esta sopa tão diferente: sofisticada. Mas também saborosa, inequecível. É servida com torradinhas de rúcula com nozes.

Um amigo querido, italiano, já falecido, o jornalista Alessandro Porro me ensinou a saborear peras com queijos, e sempre repetia um antigo provérbio de sua terra: contava que se dizia entre os senhores de terra que não se devia ensinar aos camponeses a provar peras com queijo... porque não ia sobrar nada, nem peras, nem queijo, tão perfeita é a combinação.

Eu escolhi esta sopa para o primeiro jantar que preparei para meu então namorado - hoje marido- Jorge Pesca Aldrovandi, para impressionar com um sabor diferente e delicioso, luz de velas, panela de pedra sabão, música romântica tocando ainda em CD... ele provou e repetiu. Só anos depois ele me contou do choque que foi a primeira colherada!

Por isso, antes de publicar a receita, repetida inúmeras vezes, pedi-lhe que escrevesse o relato de sua experiência com a sopa fria de peras com brie. Aí vai:

"Fevereiro, 2003.
A promessa de uma noite de verão. Quente mesmo.
Voltando de Montevideu... um clima fantástico ao abrir a puerta de meu apartamento... luzes de velas... música suave... cores sobre a mesa e Micheline surpreendendo-me...
Um jantar a dois, com uma promessa escondida numa panela de pedra... para minha surpresa. Vinho e... sopa... de peras com brie...frutas dentro de uma sopa?
Lá no Uruguai... sopa é quente mesmo... assim, minha noite de surpresas e novas descobertas continuou dramaticamente quando o líquido invadiu minhas sensações frio, frio... uauuu...
Sinceramente só o intelecto me manteve calmo... sei que aceitar o novo aumenta sempre a distância entre os ossos da cabeça... Micheline por isso nada percebeu... e dois pratos vazios foram a homenagem à intenção e às mãos de minha novíssima namorada...
Muito tempo passou para eu afinal lhe contar aquele choque de culturas.
Agora... quase seis anos depois .. sopa fria passou a ser algo bem normal, necessário e desejável, como a desta noite de hoje"
.

Receita de Sopa Fria de Peras com Brie

Ingredientes (para 4 pessoas):

Para a sopa:

  • 3 peras firmes (de preferência tipo Anjou)
  • 2 batatas médias
  • 1/2 cebola pequena picada
  • 2 colheres (sopa) de aipo picado
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 3 xícaras de caldo de legumes
  • 100 g de queijo tipo brie (metade de uma embalagem)
  • 200 g de cream cheese(um pote)
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres (sopa) de vodka (opcional, mas fica ótimo)
  • Noz Moscada ralada na hora
  • Sal e Pimenta do Reino a gosto.
Para as Torradinhas de rúcula e nozes
  • 1 xícara de rúcula picada
  • 1/4 de xícara de nozes picada
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • pão
  • sal e pimenta do reino
Modo de fazer:
  • Descasque as batatas e corte-as em cubos pequenos. Coloque-as em uma panela grande com o caldo de legumes (ou a água) e cozinhe em fogo baixo por cerca de 20 minutos para que fiquem macias.
  • Descasque as peras, corte em cubos eliminando as sementes e o talo.
  • Em outra panela, coloque a manteiga, a cebola picada e o aipo, cozinhe até que os ingredientes estejam macios. Acrescente as peras e refogue novamente. Adicione o caldo e as batatas cozidas e cozinhe em fogo baixo por cerca de 10 minutos (até que as peras estejam macias).
  • Bata a sopa no liquidificador, tempere com sal e pimenta-do-reino, coloque em uma tigela e leve à geladeira por cerca de 6 horas.
  • Um pouco antes de servir, bata no liquidificador o cream-cheese, com o leite e o brie, despeje na tigela da sopa gelada e misture bem.
  • Acerte o ponto do sal,e da pimenta e acrescente a vodka, misture bem e sirva a sopa salpicando com um toque de noz moscada.
  • Para as torradas, fatie o pão em fatias não muito finas (cerca de 0,5cm.) Triture em um processador as nozes, a rúcula e manteiga. Tempere com sal e pimenta. Espalhe sobre as fatias de pão e leve ao forno para dourar.

Dica: Na verdade, esta massa de rúcula com nozes é um pesto de rúcula. Se sobrar, você pode utilizar depois como molho de uma massa. Se você não tiver processador, pode socar as nozes e bater a rúcula numa tábua, para misturar com uma colher os ingredientes e preparar seu pesto.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

2 comentários:

E. disse...

A sopa da discórdia que, no final das contas, é muito boa. (mas eu ainda prefiro quente).

Ana disse...

Micheline, estou adorando o blog das sopas, grande ideia!! Mas essa de Peras com Brie, voce esta me devendo, lembra? Um beijo grande pra voce e Jorge. estamos com ssudades!