sábado, 13 de setembro de 2008

Dia 041: Sopa de Fubá com Couve

Esta receita, que para mim é a tradução brasileira do caldo verde português, nos foi ensinada por Cida Pirozzi, a proprietária da excelente Humaitá Delicatessen, na Cobal (do Humaitá, claro), onde compramos vinhos interessantes a bom preço, queijos e frios ótimos. Cida, que é descendente de italianos, disse que a mãe dela, mineira, fazia esta sopa para a família, em dias frios, ou para fortalecer os enfermos. É saborosa, densa e muito perfumada!

Para nossos amigos hispano-falantes, uma informação: fubá é farinha de milho (harina de maíz), a mesma com que se faz a polenta!

Nessa noite, saboreamos a sopa ao som de Mozart: Eine kleine Nachtmusik (Allegro).


Receita de Sopa de Fubá com Couve

Ingredientes (para 4 pessoas):

  • 1 paio
  • 1 maço de couve
  • 1 litro de água + 1 copo
  • 1 copo de fubá
  • sal (cerca de meia colher de chá) e pimenta a gosto

Modo de fazer:

  • Corte o paio em rodelas finas, lave a couve e escorra, enrole as folhas e corte bem fininho (como para fazer couve à mineira).
  • Numa panela, frite o paio.
  • Em seguida acrescente a couve e refogue um pouco.
  • Despeje a água fria, e vá pulverizando o fubá, sempre mexendo com uma colher de pau.
  • Tempere com sal e pimenta.
  • Não pare de mexer, até levantar fervura. Deixe cozinhar um pouco em fogo baixo, ainda mexendo.

Sirva imediatamente, acompanhada de um bom pão rústico, e azeite extra-virgem.

Dica: Se gostar, ofereça uma boa pimenta caseira para pingar por cima.

--------------------------------------

Um comentário:

Vanzan disse...

Queridos Micheline e Jorge,
Esta ainda não fiz... como tantas outras que estão na lista.
Mas agora tenho todos os aparatos necessários: sopeira, mixer, boas facas e descascadores, processador... alguém pra compartilhar o saborear... taças de vinho, o 4shared pra baixar as músicas... não tenho mais desculpas.
Quis deixar um registro pra vocês pois esta em especial é uma sopa que eu comia muito na infância. É uma receita barata e nutritiva. Tomavámos nas noites frias de inverno lá em casa. Traz recordações da infância, da vó, do silêncio que era o lugar onde morávamos.
Execelente receita.
Adorei.
Beijocas, Lu